Cansou de ouvir pessoas falando de Tesouro Selic, CDB e não entendeu nada? Isso acaba agora! Vou explicar de maneira bem rápida e curtinha o que são e como funcionam.

Tanto o Tesouro quando o CDB são investimentos adequados para pessoas que querem juntar dinheiro no curto prazo, aquelas que têm algum projeto a ser realizado como a compra de móveis, imóveis, empreendimentos, por exemplo.

Provavelmente você já ouviu dizer que o Tesouro é o investimento mais seguro que existe, mas pera, como é seguro se ele não é garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito, o famoso FGC?

A segurança do Tesouro reside no fato de o governo recomprar o seu título se você precisar vender. E com liquidez diária, o que quer dizer que você pode pedir o saque a qualquer momento como se fosse uma conta corrente ou poupança. A única diferença é que leva um dia útil para a operação ser realizada.

Mas mesmo que precise tirar o dinheiro antes da data de vencimento, o que não implica problema algum, é importante que não seja feito antes de 30 dias, período no qual é cobrado IOF.

Tá, mas e o CDB? É o Certificado de Depósito Bancário. Enquanto no Tesouro você empresta para o governo, no CDB o dinheiro é emprestado para o banco. E o banco devolve em determinado prazo o capital investido acrescido de juros.

Os CDBs são garantidos pelo FGC, e existem em diversas “variedades”. É possível entrar CDB remunerando de 90% a 120% do CDI, por exemplo.

Compartilhe com pessoas inteligentes como você!