Antes de pensar em investir, precisamos saber que existe um tipo de investimento para cada objetivo. Por exemplo, se o seu objetivo é juntar dinheiro para comprar um carro, uma casa ou realizar algum projeto, o importante é aportar seu patrimônio numa opção (renda fixa) que tenha baixo risco de perda do capital investido. Um bom exemplo é a popular poupança.

Mas calma! Eu não vou falar que poupança é um bom investimento, até porque, atualmente está pagando muito pouco.

Com o atual valor da taxa Selic, a poupança remunera apenas 70% desse valor. Algo em torno de 2,3% a.a. de rendimento.

Existem outros tipos de renda fixa que pagam mais que a poupança como CDBs e Tesouro Selic.

Agora se o seu objetivo está no longo prazo, e você tem um dinheiro para investir que não vai precisar mexer nele por um bom tempo (e que pode até perder, pois é um risco inerente), seria mais interessante a renda variável (ações e fundos, e outros). 

Mas porque eu vou investir em ações se corro o risco de perder meu dinheiro? Aí que está a grande sacada. Como ações são ativos de renda variável, o preço oscila bastante. Muito mais que as opções de renda fixa. Então muito provavelmente, se você escolher um bom ativo para aportar seu dinheiro, em poucos meses, seu dinheiro irá render muito mais que o rendimento anual da poupança.

Recapitulando:

  • Renda Fixa: o dinheiro rende pouco, mas rende o mesmo percentual todo mês. rendimentos sempre positivos.
  • Renda Variável: os ganhos são variáveis, porém, podem ou não render muito mais do que renda fixa. vai depender do ativo que você decidiu aportar e das condições de mercado.
Compartilhe com pessoas inteligentes como você!